8 Mitos e Verdades sobre Implantes Dentários

Com o advento da tecnologia e evolução das técnicas na odontologia, os tratamentos de Implantes Dentários estão no topo da lista de procedimentos mais procurados. Está cada vez mais ao alcance de todas as pessoas fazer o tratamento.

Muitas pessoas têm acesso a informações equivocadas e verdadeiras sobre a técnica, mas como uma informação errada atrapalha uma informação correta, o Dr. Aurélio Belas preparou uma lista dos principais mitos e verdades que ele observou no hospital odontológico onde atende, todas as vezes que ouviu perguntas de pacientes que estavam prestes a fazer implantes dentários. Confira:

  1. Nem todo mundo pode fazer o tratamento

MITO. Mas alguns aspectos precisam ser observados para que o sucesso do tratamento seja um fato. Até cardiopatas e diabéticos, que são problemas da saúde sistêmica contra-indicados por muitos procedimentos médicos, podem fazer implantes, desde que tais doenças estejam sob controle e tratamento. Outro fator é a idade, esperar o término do crescimento ósseo é muito importante.

  1. Implantes são mais indicados para idosos

MITO. Após o término do crescimento ósseo, que nos homens ocorre geralmente aos 18/19 anos, e nas mulheres, aos 17/18 anos, qualquer pessoa, de qualquer sexo pode fazer um implante. A indicação do procedimento é para quem perdeu um ou mais dentes. Um acidente de carro, por exemplo, pode ocasionar uma perda inesperada de dentes em jovens, que também podem ter problemas naturais ou advindos de maus cuidados com a saúde bucal, que acabem fazendo com que percam dentes muito novos.

  1. O implante pode ser rejeitado pelo organismo

MITO. Os implantes são feitos de titânio, material que é inerte ao osso. Problemas que prejudicam o sucesso do procedimento são raros, mas podem ocorrer devido a problemas na cirurgia, pós operatório, qualidade do osso do paciente ou problemas mecânicos relacionados à prótese. É importante escolher bem o lugar e o material do seu implante, observando que, muitas vezes, um tratamento de custo duvidosamente menor, pode ocasionar a necessidade de realizar o procedimento com um custo maior depois devido a insucessos, que são raros, mas acontecem.

  1. O sorriso de quem fez implante dentário fica artificial

MITO. Um planejamento correto do tratamento, que respeite e observe todos os requisitos funcionais e estéticos, deixará um resultado bonito e de acordo com as expectativas do paciente. Claro que se um paciente não tinha um sorriso muito bonito antes do tratamento, as pessoas perceberão que algo mudou em seu sorriso, mas não era essa a expectativa? Ter um sorriso mais bonito?

  1. Fumar é prejudicial ao tratamento

VERDADE. Além de ser um hábito muito prejudicial para todo o organismo em si, fumar reduz a velocidade da cicatrização, por aumentar os riscos de infecção. Lembra daquele risco raro de insucesso do tratamento de implante? Quando o paciente é fumante, esse risco sobe 20%, segundo alguns estudos.

  1. Quem usa dentadura não pode fazer implante.

MITO. Mais uma vez sobre a indicação do tratamento de implante! Todo mundo que perdeu dentes, não só pode, como deve fazer os implantes dentários necessários. Inclusive os pacientes que utilizam dentaduras. Lembrando que precisam possuir osso e saúde para isso. A troca de uma solução móvel e removível dará a essas pessoas, uma segurança e qualidade de vida maior. Afinal, depois de feitos os implantes, um sorriso mais alegre não será mais problema ou risco da dentadura saltar da boca e constranger o paciente.

  1. Quanto mais rápido o implante ocorrer após a perda do dente melhor

VERDADE. Cada pessoa tem um processo fisiológico próprio de reabsorção óssea. Quando a demora acontece, pode ser necessária a realização de um outro procedimento: o enxerto ósseo. O que aumenta não só os custos, mas também a complexidade do tratamento.

  1. Implantes aumentam os problemas de periodontite (Inflamação na gengiva)

MITO. As necessidade de higienização e cuidados com os dentes após a realização dos implantes é a mesma de antes. Antes de realizar os implantes, é preciso garantir primeiro uma proximidade grande da perfeição com a saúde bucal do paciente. O tratamento do implante não deve acabar após a colocação dos pinos e coroas, manutenções periódicas e de revisão devem acontecer.

SERVIÇO: O Dr. Aurélio Belas atende casos de e estética dental e reabilitação oral com Implantes Dentários, Facetas de Porcelana, Lentes de Contato Dentárias e todo o Tratamento Odontológico Integrado no Cir Hospital Odontológico. A primeira consulta, que é uma avaliação, pode ser marcada sem custos e sem compromisso através do www.cir.com.br/marque-sua-consulta.